Conteúdo Técnico

Paredes de concreto moldadas no local frente à norma de desempenho 

blank

Você conhece o sistema construtivo em paredes de concreto? Nesse sistema, a estrutura e a vedação são formadas por um único elemento: a parede de concreto, que é moldada in loco. Nela, podem também ser incorporadas instalações e esquadrias. Trata-se de um sistema recomendado principalmente nos casos de empreendimentos com alta repetitividade (como condomínios e edifícios residenciais), que ganhou espaço por volta do ano de 2007, devido ao boom do mercado imobiliário nacional.

Paredes de concreto
Disponível em: <http://nucleoparededeconcreto.com.br/destaque-interno/parede-de-concreto-por-que-a-adotamos>. Acesso em 21 jan. 2021.

A norma específica relativa ao sistema surgiu somente em 2012 (ABNT NBR 16055: Paredes de concreto moldadas no local – Requisitos e procedimentos). Até então, ele seguia somente a diretriz do SiNAT, que prescrevia algumas premissas para a garantia do desempenho. Assim, foram desenvolvidos vários trabalhos relacionados ao atendimento à norma de desempenho (NBR 15575: conheça mais sobre ela aqui). Hoje falaremos um pouco sobre isso.

Como já vimos nos textos anteriores, a norma de desempenho considera exigências dos usuários quanto à segurança (estrutural, contra o fogo, no uso e operação), habitabilidade (desempenho térmico, acústico, lumínico, estanqueidade, saúde, higiene e qualidade do ar, funcionalidade e acessibilidade, conforto tátil e antropodinâmico) e sustentabilidade (durabilidade, manutenibilidade, impacto ambiental).

Meu Álbum de Obra

Não existe muita dúvida com relação ao desempenho estrutural e sustentabilidade do sistema de paredes de concreto moldadas no local, uma vez que o uso do material concreto já é consagrado para esta finalidade. Porém, quando se trata dos aspectos relacionados à habitabilidade, esse desempenho não é tão facilmente demonstrado, pois depende de inúmeros fatores e não só do material constituinte das paredes.

Os critérios de habitabilidade dependem, em grande parte, de um bom projeto arquitetônico, que funcionará em conjunto com o sistema escolhido. Por exemplo, o desempenho lumínico, relacionado à iluminação natural, depende do tamanho e distribuição de aberturas (janelas). Questões relativas à funcionalidade e acessibilidade e ao conforto tátil e antropodinâmico se relacionam exclusivamente ao projeto arquitetônico. As maiores dúvidas costumam ser relacionadas ao desempenho térmico e acústico do sistema de paredes de concreto.

O desempenho térmico está amplamente ligado ao projeto arquitetônico, uma vez que este determina as dimensões dos ambientes, altura do pé-direito, posição da edificação em relação ao sol, material e cor do revestimento externo das paredes e tipos de esquadrias utilizadas. Tudo isso importa muito na hora de isolar a temperatura externa ou manter um ambiente aquecido nos dias frios.

blank
Disponível em: <https://www.pedroguimaengenharia.com/post/desempenho-t%C3%A9rmico-habitacional-elemental>

Os critérios da norma de desempenho variam de acordo com a zona bioclimática na qual a edificação está inserida, considerando geralmente que o valor máximo de temperatura medido no interior da edificação deve ser menor ou igual ao valor máximo medido no exterior da edificação para um dia típico de verão e o valor mínimo de temperatura medido no interior da edificação deve ser 3ºC superior ao valor mínimo medido no exterior da edificação para um dia típico de inverno.

Para estas condições, a grande maioria dos casos ensaiados com paredes de concreto de 10 cm de espessura, laje de forro coberta por telhado, esquadrias sombreadas e pé direito maior ou igual a 2,60m consegue bom desempenho térmico, atendendo à NBR 15.575 (WENDLER; FONSECA JUNIOR, s.d.; LORENZI; SILVA FILHO, 2015).

  • Já o desempenho acústico deve ser avaliado por dois diferentes pontos de vista:
  • Isolação de fachadas, ou seja, o quanto a edificação consegue reduzir a transmissão acústica de fora para dentro;
  • Isolação entre ambientes, ou seja, o quanto a edificação consegue reduzir a transmissão acústica de um ambiente para o outro (considerando sistemas de pisos e vedações);
  • Isolação de ruídos de impacto (como, por exemplo, um caminhar de salto alto no apartamento de cima ou a queda de objetos).
Paredes de concreto
Disponível em: <https://www.hafele.com.br/pt/info/servi-os/not-cias/desempenho-ac-stico/63843/>

A transmissão do som entre dois ambientes depende da massa da parede: quanto maior for a massa, mais a parede atenuará a passagem do som de um lado para outro. Neste caso, como o concreto é um material com grande massa específica, é um excelente aliado na atenuação da passagem do som. No entanto, o desempenho real dependerá, além do concreto, de todo e qualquer material que diminua, mesmo que localmente, a espessura da parede: eletrodutos, caixas elétricas para iluminação e tomadas, entre outros. Uma das principais recomendações de projeto é não adotar caixas elétricas posicionadas fundo a fundo, pois isso cria um túnel para a passagem do som.

Com relação ao ruído externo, a qualidade das esquadrias é fundamental para o desempenho acústico. Elas deverão ser bem vedadas com utilização de borrachas e escovas, para impedir a passagem do som por suas frestas.

Paredes de concreto
Disponível em: <https://www.comfortdoor.com.br/produto/veda-frestas-escova.html>

Quanto aos ruídos de impacto, estes costumam ser comuns a todos os sistemas construtivos, visto que a maioria trabalha com lajes em concreto armado. A atenuação destes ruídos deve ser medida considerando o acabamento fornecido pela construtora no momento da entrega das unidades. O uso de contrapisos sobre a laje acabada melhora bastante as condições do atendimento normativo a este critério de desempenho. A instalação dos demais revestimentos (cerâmica, porcelanato, carpetes ou pisos de madeira) costuma garantir o desempenho adequado.

É importante ressaltar que cada projeto deve ser avaliado isoladamente segundo os critérios de atendimento à norma de desempenho, considerando as condicionantes impostas pela arquitetura. No entanto, na grande maioria das vezes, você pode ficar tranquilo quanto ao desempenho do sistema de paredes de concreto. Até a próxima!

Guias de bolso

 

Referências:
LORENZI, L. S.; SILVA FILHO, L. C. P. Análise de desempenho de paredes de concreto armado frente a ABNT NBR 15575. Trabalho apresentado ao 57º Congresso Brasileiro do Concreto. Bonito, MS. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/290435101_Analise_de_desempenho_de_paredes_de_concreto_armado_frente_a_ABNT_NBR_15575>. Acesso em 20 jan. 2021.

WENDLER, A.; FONSECA JUNIOR, A. O desempenho do sistema de parede de concreto. [Sem data]. Disponível em: <http://nucleoparededeconcreto.com.br/artigos/o-desempenho-do-sistema-de-parede-de-concreto>. Acesso em 20 jan. 2021.

Por Mariana Ribeiro – Consultoria Técnica InterCement Brasil



LEIA MAIS

Faça seu login para ler este conteúdo.
Não tem login? Faça seu cadastro aqui!



Mais Artigos Sobre Conteúdo Técnico